Para desfrutar de todas as características de Fungipedia, você deve criar uma conta. Clique no botão para iniciar o processo de criação da conta.

Armillaria tabescens

(Scop.) Emel.

Informações adicionais:

  • Nomes comuns: Armilária sem anel.
  • Sinônimo: Clitocybe tabescens (Scop) Bres.

Taxonomia:

  • Divisão: Basidiomycota
  • Subdivisão: Basidiomycotina
  • Classe: Homobasidiomycetes
  • Subclasse: Agaricomycetidae
  • Ordem: Tricholomatales
  • Família: Tricholomataceae
Armillaria tabescens - comestible

Características macroscópicas

Características:

Chapéu quando está desenvolvido tem um diâmetro aproximado de 5 cm, de forma convexa nas primeiras fases do seu desenvolvimento, logo aplanado mas mantem no centro um mamelão obtuso. A sua superfície é de cor ocre ou cor de mel, coberta de uma totalidade de escamas mais escuras que o resto, fechadas na zona central e escassas na base da margem. Margem regular um pouco ondulada sem resto algum de véu e liso.

Lâminas adnatas ou um pouco decorrentes de cor clara, entre o branco e o creme, um pouco arqueadas e não muito apertadas.

sem anel, cilíndrico e comprido ou proporcional ao tamanho do chapéu. É de cor mais clara que a superfície do próprio chapéu e liso.

Carne espessa e consistente de cor branca, mais fibrosa no pé. O seu odor é forte e desagradável e o seu sabor de acordo com o odor que possui.

Habitat:

É uma espécie rara, muito pouco habitual que frutifica sobre a madeira de diversos Quercus, já sido encontrada sobre carvalhos e azinheiras exclusivamente. Cresce de forma de tufos durante o Outono, também pode ser encontrada no Verão

Observações:

Esta espécie terá sido considerada dentro dos Clitocybes devido a ausência de anel típico nos Armillaria, no entanto actualmente inclui-se na Armillaria. Pela sua cor e forma de crescimento é facilmente confundível com a Armillaria mellea, espécie mais comum que possui um anel. Também pode confundir-se com outras Armillarias, mas todas elas possuem um anel.

Navegue entre as diferentes espécies: « Armillaria mellea Arrhenia onisca »