Para desfrutar de todas as características de Fungipedia, você deve criar uma conta. Clique no botão para iniciar o processo de criação da conta.

Conocybe filaris

(Fr.) Kühner

Informações adicionais:

  • Nomes comuns: Nenhum.
  • Sinônimo: Pholiotina filaris (Fr.) Singer

Taxonomia:

  • Divisão: Basidiomycota
  • Subdivisão: Basidiomycotina
  • Classe: Homobasidiomycetes
  • Subclasse: Agaricomycetidae
  • Ordem: Cortinariales
  • Família: Bolbitiaceae
Conocybe filaris - mortal

Características macroscópicas

Características:

Chapéu de pequenas dimensões, sem alcançar os 3 cm de diâmetro, com forma campanulada numa primeira etapa, depois convexa e no final plano-convexa. No centro permanece durante todo o seu desenvolvimente um mamelão bastante grande. A cor varia em função do grau de hidratação do espécime, desde ocre avermelhado até um castanho claro. Por ser higrófago faz com que a margem seja estriada por transparência.

Lâminas adnatas ou livres em relação ao pé, de cor castaho claro em jovens depois logo mais escuras ou avermelhadas, relativamente apertadas e com lamelas intercalares.

cilíndrico e sinuoso, mais comprido que o diâmetro do chapéu, de cor similar ao mesmo. Está coberto por uma espécie de escama em toda a sua totalidade. Possui um anel frágil de cor creme e em forma de saía, que habitualmente encontra-se manchado na zona superior devido as esporas.

Carne escassa e pouco consistente de cor ocre clara. Um odor fúngico e sabor doce.

Habitat:

Encontrada nos finais do Verão, no entanto também pode ser encontrada no Outono. Espécie rara, pouco comum que frutifica em solos ricos em humús e nitrógeneo mas não é coprófila.

Observações:

A alta concentração de amatoxinas que possui, similar as pequenas lepiotas mortais, causam um sindrome ciclo-peptídico superior a 6 horas fazendo um dano hepático que pode ser irreversivel. É parecido com o Conocybe aporos, muito mais comum que da espécie aqui descrita.

Navegue entre as diferentes espécies: « Conocybe arrhenii Coprinopsis atramentaria »