Para desfrutar de todas as características de Fungipedia, você deve criar uma conta. Clique no botão para iniciar o processo de criação da conta.

Agaricus litoralis

(Wakef. & Pears.) Pilát.

Informações adicionais:

  • Nomes comuns: Agárico do Litoral.
  • Sinônimo: Agaricus maskae Pilát

Taxonomia:

  • Divisão: Basidiomycota
  • Subdivisão: Basidiomycotina
  • Classe: Homobasidiomycetes
  • Subclasse: Agaricomycetidae
  • Ordem: Agaricales
  • Família: Agaricaceae
Agaricus litoralis - buen comestible

Características macroscópicas

Características:

Chapéu de bom tamanho, que pode chegar com facilidade aos 10 cm de diâmetro, de forma globosa no seu nascimento, depois convexa, evoluindo para plana na sua última etapa de desenvolvimento. É de cor branca, no entanto adquire tons castanhos-claro com o envelhecimento e desidratação, ficando amarelado ao ser esfregado. Cutícula coberta de pequenas escamas que se quebra rapidamente na zona central.

Lâminas adnatas e apertadas de cor rosa em estado juvenil, posteriormente cor acastanhada como todos os agáricos ao madurecimento dos esporos.

curto e compacto de cor branca, ligeiramente delgado na base. Possui um anel superior em forma de saia da mesma cor que o resto do pé, liso ou suavemente estriado na parte superior e com cavidades na parte inferior. Por cima do anel é liso e por baixo floculado, ainda que completo.

Carne firme e compacta de cor branca, avermelhando ao corte na base do pé. Odor fúngico agradável, com o tempo fica com um odor de anis e sabor doce.

Habitat:

Espécie rara no norte mas abundante em outras áreas da península ibérica. A primeira frutificação surge na Primavera, havendo outra no Outono. Surge em clareiras de pinheiros ou azinheiras, prados e zonas de gramíneas. Apesar do seu nome não é exclusivo de zonas litorais.

Observações:

É um bem comestível, carnudo e de carne compacta. Pela existência de escamas na cutícula pode ser confundido com o Agaricus arvensis, de cutícula mais lisa e frágil, odor de anis no entanto confunde-se com o Agaricus bernardii, mais avermelhado, anel inferior e de odor fortemente desagradável em exemplares adultos. A confusão mais perigosa é com o Agaricus xanthodermus que se torna amarelado tanto no chapéu como no pé e tem um odor desagradável.

Navegue entre as diferentes espécies: « Agaricus campestris Agaricus urinascens »